Loading

Marta Andrade Rodrigues

mscar78@gmail.com

Companheiro da minha vida

É na escuridão da noite que te vejo

É sem sentidos que te abraço

É no silêncio que choro

É sem fome que saboreio

É teu perfume que me alucina

É o teu corpo que sinto

És tu que me acalmas

És tu que me iluminas.


Vagueio por entre a dor

E tu me curas!

Sem ti não posso

Contigo Luto...

...agarro bravura.

Perco, por vezes, o norte

Tu és a bússola.

Num caminho recto

Com curvas incertas,

Minha alma te chama

E em carinho me envolves,

Me enlaças, não me perdes                                                    

E juntos caminhamos na vida.